PagSeguro lança serviço de NFC no Brasil, para pagamentos via celular

Realizar pagamentos pelo celular, como pagar o ingresso de um cinema, ou um café, já é uma realidade aos brasileiros desde 2006, graças a serviços como o Oi Paggo. Mas nesta segunda-feira (09), uma nova forma de se fazer isso – até então só usada lá no exterior – finalmente chegou ao Brasil. A PagSeguro apresentou um novo sistema que utiliza a nova tecnologia NFC (Near Field Communication). Desenvolvido em parceria com a Nokia, a ideia é fazer e receber pagamentos apenas aproximando os aparelhos celulares, mais ou menos como a tecnologia existente nos cartões de ônibus e metrô de algumas grandes capitais.

Desenvolvido inicialmente para os sistemas MeeGo (presente no N9) e Symbian (no Nokia 701 e Nokia C7), o novo aplicativo PagSeguro NFC permite que o usuário e comércios adotem o celular como uma opção para o dinheiro em papel ou cartões.

O que é NFC? E como funciona o PagSeguro NFC?

O NFC (Near Field Communication) é uma tecnologia que permite a troca de informações através da aproximação de dois dispositivos. No caso do PagSeguro NFC, são necessários dois celulares (o vendedor e o comprador) para que a transação seja efetuada. Por meio do aplicativo, basta que o vendedor digite o valor que será debitado do comprador e aproximar os dois aparelhos. Feito isso, o comprador visualizará o valor, fará a escolha da forma de pagamento (cartão de crédito ou crédito PagSeguro) e autorizará a transação. Por utilizar a rede 3G ou EDGE do celular, a transação é aprovada ou recusada no mesmo instante, bem semelhante ao que já acontece com as máquinas tradicionais de cartões.

O aplicativo também permite visualizar relatórios de pagamento, assim como acontece em faturas do cartão de crédito, e gerar estorno de valores com a mesma rapidez que o pagamento. Rapidez, aliás, que transforma o sistema em algo competitivo com os sistemas tradicionais. Por se tratar de um sistema que possui menos riscos do que a compra via internet, a empresa garantiu que o novo sistema terá taxas semelhantes aos meios tradicionais.

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS MOSTRANDO O FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO

Quando questionados sobre a segurança, a equipe do PagSeguro explicou que por usar o sistema de transação da empresa, nenhuma informação vital dos cartões de créditos transitam de celular para celular, garantindo a segurança das informações tanto para comprador quanto para vendedor.

As vantagens e desvantagens do pagamento via NFC

Por se tratar de um sistema que pode ser integrado aos celulares, o PagSeguro NFC se sustem com três pilares: Facilidade de uso, segurança e comodidade. No primeiro quesito, a nova tecnologia garante que qualquer pessoa pode usar o pagamento, desde que tenha costume de usar um celular.

No caso da segurança, por usar o sistema PagSeguro como intermédio, os dados do cartão de crédito não ficam expostos em nenhum momento. Para quem já teve o cartão clonado, sabe quanta utilidade isso tem. Outra vantagem do serviço implementado pelo PagSeguro é o tamanho da carteira multibandeira do sistema, além de permitir o pagamento com créditos do PagSeguro.

O objetivo inicial do serviço é atingir estabelecimento com ticket médio-baixo (por volta dos R$ 100,00), o que inclui restaurantes, cafés, cinemas e outros comércios. Por isso, por enquanto, o aplicativo não permitirá o parcelamento de valores. Apesar de não exigir que o vendedor possua um CNPJ, o PagSeguro promete algumas vantagens para aqueles que são comércios fixos, entre eles o sistema de comodato dos aparelhos, já que por se limitar a uma pequena fatia do mercado, inicialmente o projeto pode não parecer atrativo para pequenos comerciantes.

Mas uma desvantagem dessa tecnologia é que o sistema de NFC ainda não está tão presente em smartphones vendidos no Brasil. Além disso, esse sistema da PagSeguro funciona apenas – por enquanto – em telefones Nokia com MeeGo ou Symbian, como o Nokia N9, o Nokia C7 e o Nokia 701.

E tem outro detalhe: o sistema apresentado pelo PagSeguro exige a autenticação do pagamento via 3G ou rede EDGE. Qualidade que, em alguns casos, pode se tornar uma desvantagem.

O futuro dos pagamentos via NFC no Brasil

Se o NFC agiliza significativamente os pagamentos, por que não criar hotspots de pagamento? Segundo equipe do PagSeguro NFC, os sistemas presentes no mercado brasileiro ainda são muito caros, o que inviabiliza a implementação do sistema fora dos celulares. No entanto, não é descartado a parceria com empresas do ramo.

Apesar da parceria com a Nokia ter uma grande vantagem estratégica, o PagSeguro deixou claro que já pensa na implementação do sistema para outros modelos e sistemas operacionais, assim que forem mostradas soluções de NFC em outras marcas. Coisa que não deve demorar a acontecer, já que vemos celulares Android ganhando a tecnologia e rumores dizem que a Apple tem interesse neste mercado para o seu iPhone.

Imãs de geladeira gigantes e criativos que podem mudar o visual da sua cozinha

Há sempre uma forma de inovar, mesmo que muitas outras pessoas façam coisas parecidas com as suas. A Kudu Magnets, é uma loja que produz imãs de geladeira (um produto já muito comum no mercado), mas que inovou no formato.

Os imãs possuem estampas lindas e criativas, que cobrem a geladeira toda, e têm a vantagem de poderem ser trocados a hora que você quiser, sem estragar a geladeira.

Conheça alguns modelos:

R$ 18 milhões à quem inventar o tricorder de Star Trek

O dispositivo médico deve ser portátil e diagnosticar no mínimo 15 doenças.

Será que em breve teremos parte da tecnologia deles?

Durante a CES 2012, a premiação Qualcomm Tricorder X Prize anunciou que vai pagar um prêmio de 10 milhões de dólares (cerca de 18 milhões de reais, de acordo com a cotação atual) para quem desenvolver um aparelho com função semelhante à do tricorder – um diagnosticador portátil visto na série Star Trek.

Desse modo, a empresa exige que a invenção seja leve o bastante para ser transportada facilmente, podendo pesar, no máximo 2 kg. Além disso, o dispositivo deve ser capaz de interpretar e medir sinais de saúde de uma pessoa e, por meio disso, conseguir diagnosticar pelo menos 15 doenças.

Enquanto o tricorder ainda não saiu da ficção científica, Jeremy Nicholson, o diretor do departamento de cirurgia e câncer do Imperial College de Londres, afirma que já existem aparelhos capazes de medir traços químicos causados por diferentes doenças em pacientes.

O grande desafio, no entanto, é fazer com que essa tecnologia possa ser utilizada em dispositivos portáteis. Afinal, as máquinas capazes de realizar essa tarefa têm o tamanho de um automóvel pequeno, aproximadamente.

Eu presquisei e achei um infográfico do tricorder.

Fonte: Tecmundo

LG vai lançar controle de TV com reconhecimento de movimento e voz

Recursos como o Kinect e o Siri estão fazendo escola entre os fabricantes de tecnologia. A próxima fabricante que promete oferecer produtos com um sistema de reconhecimento de movimento e voz é a LG, que revelou como lançamento futuro o controle remoto Magic Motion.

Controle Magic Motion da LG é capaz de reconhecer gestos e voz (Foto: Divulgação/LG)Controle Magic Motion da LG é capaz de reconhecer gestos e voz (Foto: Divulgação/LG)

O Magic Motion tem previsão de chegada ao mercado para o primeiro trimestre de 2012, e será compatível com os futuros lançamentos da empresa na linha 3D Smart TV. O objetivo do periférico é simplificar o controle das principais funções da TV, utilizando o controle de gestos e o reconhecimento de voz para troca de canais, controle de volume, ligar e desligar a TV e controle de recursos e especificações técnicas.

Os recursos de reconhecimento de voz e gestos também poderão ser utilizados para, por exemplo, fazer a busca de eventos nos canais disponíveis. Na prática, o seu “zapear de canais” vai se transformar em um simples comando de voz. Quando você falar a palavra-chave, o canal é mudado automaticamente. Ao encontrar o programa desejado, é só utilizar o controle remoto para confirmar a escolha.

Além disso, o usuário pode acionar o recurso de busca de vídeos fazendo a letra “V” diante da TV, e acionar o recurso 3D através de um simples botão. Outra característica importante é que esse novo controle da LG não possui aquela infinidade de botões, que acabam afastando os usuários mais idosos, ou aquelas pessoas que não gostam de ler o manual de instruções do produto. Ele vem com os botões essenciais e a “wheel”, um disco de seleção no estilo da Click Wheel dos modelos clássicos do iPod. Ao todo, são menos de 10 teclas físicas no controle.

Fonte: SlashGear

Projeto de edifício flutuante é colocado a venda em site

Projeto de casa flutuante tem 11 andares e piscinas


Apresentado no Monaco Yacht Show deste ano, o projeto Utopia foi colocado à venda por “centenas de milhões” de dólares em um site que oferece presentes inusitados no reino Unido. Uma parceria entre a Yacht Island Design e BMT Nigel Gee, o projeto foi inspirado no que deve ser o futuro da moradia no mar. É um edifício flutuante com 11 andares, quatro heliportos e diversas piscinas.

Na época do lançamento, a empresa responsável pela ideia não soube especificar quanto custaria o projeto. Mas o site Firebox pretende atingir um público bastante específico no anúncio de venda: “é apenas para bilionários, e além”. Segundo o anúncio, a construção pode abrigar 16 pessoas e cerca de 70 funcionários.

Uma mistura entre barco e cidade, a ilha flutuante ficaria sobre quatro plataformas, todas com propulsores para que o local se mantenha estável mesmo em mares agitados, com capacidade para se movimentar lentamente. O ponto mais alto da construção estaria a 65 m acima do nível do mar. A parte abaixo do deck princpial pode abrigar uma área de serviços com lojas, restaurantes e bares. No centro da plataforma haverá uma grande coluna que dará acesso direto ao mar.

Fonte: Assuntos Criativos

Tela em lentes de contato, we are so close…

Cada vez mais as telas que assistimos tentam imitar a realidade, ganhando maior resolução e incorporando itens como 3D. Já faz algum tempo também que elas telas ficaram mais próximas dos nossos olhos, mais precisamente em 2008, que foi quando pesquisadores da Universidade de Washington criaram um protótipo com circuitos de luzes em uma lente de contato. Essa semana os mesmos pesquisadores mostraram um novo avanço no projeto, colocando finalmente uma tela nas lentes.

Antes que você ache que a lente de contato vai mostrar imagens em 3D com 1080p de resolução, é bom dizer que na verdade a tela tem apenas 1 pixel e inclui também uma antena para receber sinais que mudam o estado desse pixel. Essa lente foi criada como teste de conceito e testada em coelhos durante 40 minutos, com resultados animadores: eles não mostraram rejeição ou reação à lente durante o contato.

Os usos dessa tecnologia são variados, mas os mais divertidos incluem: games, realidade aumentada e… bom, não consigo pensar em nada mais divertido do que esses dois. E também já existem lentes de contato desse tipo (e disponíveis comercialmente, por sinal) de uma empresa chamada Sensimed e que tem usos mais nobres, como por exemplo para medir o nível de glaucoma em um paciente.

Só falta mesmo elas ganharem telas. De preferência, maiores do que 1 pixel.

Fonte: The Verge & Tecnoblog

Helicóptero pessoal usa várias hélices para levantar voo

Engenheiros alemães da empresa e-volo conseguiram um feito interessante: fizeram uma espécie de helicóptero pessoal levantar voo a partir de um conjunto de múltiplas hélices. À primeira vista, a máquina não é bonita e nem mesmo muito segura. Mas a ideia é interessante.

O multicóptero é elétrico e sua sustentação em voo vem do giro de 16 rotores dispostos ao redor do piloto/passageiro. O aparelho e leve e não sobe a grandes altitudes, onde seria facilmente conduzido e desestabilizado pelos ventos.

O piloto usa um tipo joystick para comandar o multicóptero no mesmo princípio dos comandos de direção dos helicópteros. O controle da velocidade de rotação dos motores é feito por computador, que interpreta a necessidade de mais ou menos força para manter o equilíbrio e o voo do aparelho. Ao condutor resta decidir o rumo por onde o voo meio incerto do multicóptero passará.

Apesar de, à primeira vista, o voo do multicóptero parecer tudo, menos seguro, há alguns cuidados interessantes para preservar a integridade do piloto. Por exemplo, a máquina é capaz de se manter no ar e pousar com segurança mesmo com quatro de seus motores parados. E por conta da ausência de um cockpit, o piloto pode facilmente pular em caso de algum risco. Para um passeio de multicóptero, portanto, é bom levar um paraquedas de qualidade.

Embora a “ejeção” seja algo bastante prático, a sensação um tanto desagradável de estar rodeado por inúmeras lâminas girando ao seu redor em altas RPM é algo para qual o protótipo ainda não oferece respostas nem contramedidas de segurança. Apesar das dúvidas e da esquisitice, o vídeo mostrando o primeiro voo do multicóptero não deixa de dar a sensação de que o “voo ao ar livre” deve ser tão delicioso como um passeio de motocicleta. E, vale recordar, o primeiro voo do 14 Bis também não deve ter passado muita confiança.

Veja o multicóptero em ação:

Por causa da leveza e propulsão elétrica, o equipamento tem um custo de produção baixo. Os responsáveis pelo projeto garantem que com apenas US$8 ele pode voar por até uma hora.

 

Fonte: TechTudo

Tecnologia de merda…

Não se deixe enganar pelo tamanho: apesar de ocuparem menos espaço, as motos poluem, pelo menos, quatro vez mais do que os automóveis, segundo dados da Cetesb – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental de São Paulo. Mas, se você é amante das motocas e, também, apaixonado pelo meio ambiente, não precisa desanimar. Os japoneses acabam de desenvolver um combustível alternativo para o veículo: o cocô humano.

Criada pela empresa nipônica Toto – você pensaria em um nome melhor? –, a motocicleta de três rodas Toilet Bike Neo funciona 100% à base dos dejetos humanos e o mais incrível é que seu dono jamais passará aperto – literalmente! –, onde quer que esteja, por falta de combustível. Isso porque o assento da moto é um vaso sanitário e, por isso, no momento em que o motorista dá a descarga, seu cocô já começa a ser transformado em biogás pelo veículo.

Apesar de toda a facilidade, os fabricantes alertam: evitar acidentes é um dever de todos e, por isso, não é recomendável se “aliviar” enquanto está dirigindo a moto. Para aqueles que ainda têm problemas na hora de ir ao banheiro, a moto toca músicas para os usuários do banheiro relaxarem – e, quem sabe, tentarem esquecer toda a bizarrice que envolve a situação.

Lançada oficialmente em outubro, a moto está sendo divulgada por todo o Japão – incluindo cidades campeãs em emissões de gases causadores do efeito estufa, como Kyoto e Tóquio – e já está à venda para os nipônicos. Que tal uma dessas no Brasil?

Fonte: Super Interessante

%d blogueiros gostam disto: