22 curiosidades do Super Mario que você não sabia

Conheça alguns dos segredos do encanador mais famoso do mundo dos video games.

O Super Mario (ou somente Mario para os mais chegados) é um encanador, tem um jeitão de italiano, um irmão que é praticamente a sua cara e passa a vida resgatando a princesa Peach das garras do terrível Bowser.

Bem, essa é a biografia básica de um dos personagens mais famosos da história dos video games, entretanto, você conhece algum outro detalhe? Você sabia, por exemplo, que ele já foi brinde de uma rede de lanchonetes mundial ou, então, que ele tinha um nome completamente diferente?

Pois é, há muito mais sobre o Super Mario e os seus games do que você pode imaginar! Conheça agora alguns segredos e curiosidades deste paciente e corajoso encanador!

1. Um mero coadjuvante

Muita gente não sabe, mas a primeira aparição de Mario foi em outro game de Shigeru Miyamoto: Donkey Kong, um arcade lançado em 1981 e que era, segundo o desenvolvedor, uma mistura de “Popeye” e “King Kong”.

2. Mario ou Jumpman?

Além de começar em outro jogo, Mario também não tinha esse nome. Isso mesmo, a alcunha de batismo do personagem é, na verdade, Jumpman. O nome Mario surgiu somente depois, quando o game foi levado para os Estados Unidos. A escolha foi feita como uma “homenagem” ao dono do depósito que a Nintendo alugava em Redmond, chamado Mario Segale.

3. Um profissional completo: de carpinteiro a encanador!

Se o nome era outro, a profissão do personagem também era diferente. Isso porque Jumpman foi apresentado como um carpinteiro, não como encanador. E depois, ele ainda mandou ver em várias outras profissões ao longo da sua versátil carreira nos games.

4. Por que ele tem bigode?

 Como na época da criação de Mario o poderio gráfico das máquinas e consoles era bastante limitado, Miyamoto teve que pensar em uma maneira de criar o personagem. Por isso, para simplificar o bonequinho, o japonês o desenhou com um grande boné e um vistoso bigodão.

5. Toad, seu mal educado!

O Toad é um dos coadjuvantes mais importantes da série, sempre tentando ajudar na busca pela princesa. Entretanto, no Super Mario Bros., o pequeno cabeça de cogumelo parece estar fazendo um gesto nada educado para os gamers. O que é isso Toad?

6. Super Mario no Big Mac

Com o sucesso do game Super Mario Bros. 3, a gigantesca rede de lanchonetes McDonald’s lançou uma promoção na qual os gulosos poderiam ganhar de brinde pequenas miniaturas dos personagens do jogo.

7. Mario não é um “cabeça-dura”!

Ao contrário do que todo mundo pensa, Mario não quebra tijolos e bônus com a cabeça. Se você olhar com calma, pode perceber que o personagem pula com uma das mãos para cima, dando um soco na direção dos itens (em vez de rachar a cuca).

8. O Super Mario 3 americano é mais fácil?

Há vários indícios de que houve algumas mudanças para tornar o game mais fácil em sua versão americana. Entre eles, o fato de que, em algumas salas que possuem aquele teto com espinhos, a porta fica no canto em vez de estar posicionada entre as armadilhas — o que acontece na versão original japonesa.

Além disso, no lançamento original, se o jogador sofre algum dano dos inimigos quando transformado, ele volta à sua versão “pequena”. Já na americana, você somente perde o “superpoder”, mas continua com o Mario “grande”.

9. Um final mais descontraído

Se houve mudanças no gameplay quando o Super Mario Bros. 3 foi trazido para os Estados Unidos, o final também foi alterado. Na versão japonesa, Peach diz: “Obrigado! Finalmente a paz retornou para o Mundo dos Cogumelos. Fim!”.

Já na americana, a princesa é mais ousada e faz uma piada com as aventuras do Mario durante o game. Ela diz: “Obrigado, mas a nossa princesa está em outro castelo… Brincadeira Ha Ha! Bye Bye”.

10. Arbustos e nuvens são iguais

Nuvens e arbustos são iguais! (Fonte da imagem: The Ginblog)

Se você reparar bem nos gráficos de Super Mario, é possível reparar que a Nintendo “economizou” em alguns traços do game. Preste atenção nos arbustos e nuvens, por exemplo: o desenho é o mesmo, somente as cores é que são diferentes. Até mesmo nos jogos mais novos e no Mario Kart isso é perceptível.

11. O Bowser não sabe atirar

As bolas de fogo dos chefões em Super Mario Bros. são atiradas “invertidas”, com o rastro indo na frente do projétil.

Bowser atirando “errado” (Fonte da imagem: Neogaf/ Imagem editada)

12. Sempre há uma “manha” para você ganhar vidas

Desde o primeiro Super Mario Bros., há sempre um “jeitinho” para se ganhar um bom número de vidas. Neste primeiro game, por exemplo, você podia encurralar um casco no final de uma fase e a cada pancada ganhar uma nova vida.

No Super Mario Bros. 3, já na primeira fase, é possível ficar “quicando” sobre os cascos até chegar ao número máximo de vidas. No Super Mario World, várias maneiras estão disponíveis, muitas extremamente fáceis.

13. Bagunça de gêneros

Em vários games do Super Mario, há personagens que contam com gêneros confusos. Vivian, em Paper Mario: The Thousand-Year Door, apesar do nome, é uma garota. Já Birdo, um inimigo que surgiu em Super Mario Bros. 2 é, pelo menos de acordo com o manual do game, um garoto que pensa ser uma fêmea – e que prefere ser chamado de Birdetta.

Curiosamente, após este jogo, o personagem continua aparecendo, mas sem que seja citado se ele é masculino ou feminino.

14. “The Minus World”

No Super Mario Bros., após atravessar uma parede sólida no fim do mundo “1-2”, é possível viajar para o mundo “– 1” (isso mesmo, “menos” um), conhecido como “Minus World” ou “World Negative One”.

15. O filme foi um fracasso

Apesar de este fato ser conhecido por praticamente todo mundo, ele não poderia faltar nesta lista. O personagem bigodudo chegou às telonas em 1993 e, apesar do grande apelo comercial, o filme foi um fracasso de crítica, renda e público.

16. Você já ouviu falar de Doki Doki Panic?

O que é Doki Doki Panic? (Fonte da imagem: Reprodução/Neogaf)

Super Mario Bros. 2 conta com um “irmão” bem parecido no Japão. Chamado de Doki Doki Panic, o game era praticamente o mesmo jogo do encanador, com a diferença que os personagens principais eram alguns bonequinhos árabes: Papa, Lina, Imajin e Mama.

17. Mate os canhões de fogo e a “Orb” em Super Mario Bros. 3

Eles sempre foram considerados inimigos invencíveis, entretanto, é possível matar os canhões dos barcos-pirata e também as “Orbs” dos castelos. Para isso, dentro do game, basta lançar mão de um dos recursos do bigodudo:

18. Atravessando paredes em Super Mario Bros.

Alguns viciados conseguiram identificar ao longo de suas partidas vários truques fáceis de serem utilizados no Super Mario Bros., como usar o meio de um cano como trampolim ou mesmo atravessar paredes. Clicando aqui você é capaz de visualizar vários GIFs com alguns exemplos.

19. Link é um easter egg em Super Mario RPG

Aproveitando que as duas franquias são da empresa, a Nintendo colocou discretamente uma participação especial de Link, o herói de Zelda, em um dormitório do Super Mario RPG.

20. Super Mario Bros. 3 tem várias fases secretas

Quando a Nintendo finalizou a produção de Super Mario Bros. 3, várias fases foram excluídas da versão final do jogo. Apesar disso, a empresa lançou o game com todos estes níveis “escondidos” dentro do cartucho. Desta forma, quem tinha um Game Genie era capaz de aplicar um código e acessar este mundo alternativo.

21. Bem vindo ao Japão

Também no Super Mario Bros. 3, se você olhar com calma, é possível enxergar, em algumas ilhas, a reprodução do mapa do Japão.

22. Quem é o rei da Nintendo?

Ao terminar o terceiro mundo de Super Mario Bros. 3, o jogador tem a oportunidade de conhecer o chefão da família real. Bem, pela imagem, é possível perceber quem é o rei, pelo menos pela visão da Nintendo.

 

Matéria genial retirada do Tecmundo

O que você não vê no video game

Você é daqueles que sempre se pergunta  o que acontece depois que o Mario salva a princesa?

11 substâncias bizarras que dão superpoderes na ficção

Porque a imaginação do ser humano é capaz de nos levar a viagens incríveis…

Falar em drogas sempre traz à tona muita polêmica. Verdade seja dita, essas substâncias servem tanto para o bem (como medicamentos) como para o mal (consumo desmedido e sem orientação). É a velha máxima de Paracelso que muitas vezes custamos a enxergar: “A dose certa diferencia um veneno de um remédio”.

É esta controvérsia toda que cria tanta atração por substâncias poderosas em roteiros de ficção. Acredite, se não fossem por elas, talvez metade da sua infância tivesse sido menos divertida. No mínimo, pouco criativa.

Fato é que nossa cultura está impregnada de drogas fictícias que nos fascinam por fornecer forças sobre-humanas. O site io9 fez uma seleção de várias destas substâncias, e nós filtramos as 11 que mais marcaram os brasileiros. Confira:

1. Cogumelo do Mario

O universo do bigodudo está permeado de maluquices como tartarugas malignas, estrelas piradas, flores que soltam fogos e uma princesa que encanta o Reino dos Cogumelos. Ah, os cogumelos… Eles deixam você maior e mais forte. Também aparecem quando você ganha uma vida.

(Fonte da imagem: Divulgação/Nintendo)

Até personagens como o singular Toad — um cogumelo humanoide — se transformam em ícones de uma geração que aprendeu bem com a doutora Lorca do Zorra Total: no video game, pode!

2. Sementes dos Deuses em Dragon Ball Z

Lutas intermináveis que duram dezenas de episódios podem desgastar nossos heróis em DBZ. Nem por isso eles deixam de tirar vantagens das famosas “Sementes dos Deuses” para sobreviver e restaurar suas forças por completo. A saga com o maior número de utilizações é a de Cell, quando os androides descem a porrada em vários personagens emblemáticos, salvos pelas sementinhas lendárias.

3. Pílulas vermelha e azul em Matrix

Um dos momentos mais determinantes da trilogia acontece quando Morpheus pergunta à Neo se ele prefere tomar a pílula azul ou a vermelha. Ao escolher a azul, ele estaria destinado a permanecer iludido com a superficialidade da vida. Já com a vermelha, conheceria a verdade absoluta por detrás do mundo que ele julgava ser realidade.

Felizmente, o herói opta pela vermelha para se libertar e permitir ao espectador conhecer a “Matrix”. Inspirada em vários livros religiosos e filosóficos, essa dualidade coloca em questão nossa percepção de realidade. E você, já decidiu se optaria pela pílula vermelha ou azul?

4. Lanchinho em Alice no País das Maravilhas

A protagonista Alice encontra um pote com garrafas e bolos pedindo para serem consumidos. Eles a fazem encolher e crescer, respectivamente. Inocente ou não, este desenho animado de fantasia pode ser facilmente considerado um dos mais doidões dos últimos tempos. Onde mais veríamos diálogos sem noção, gatos que somem e aparecem e lagartas fumando narguilé? Sinistro.

5. As Três Pílulas Coloridas em Naruto

O clã Akimichi pode converter calorias em chacras para utilizar sua técnica secreta. Porém, quando as calorias normais não garantem o desempenho exigido em batalha, eles recorrem às Três Pílulas Coloridas (verde, amarela e vermelha), proibidas para membros não treinados.

(Fonte da imagem: Reprodução/Animax)

Multiplicando a força, elas são capazes de converter o excesso de gordura em chacra para aplicar várias técnicas, porém geram efeitos colaterais graves que podem ser mortais.

6. Heroína do futuro em Heroes

Seriado estadunidense que começou com tudo e morreu na praia (com poucas temporadas), mostrava a saga de vários humanos que receberam superpoderes incríveis. Um deles, especificamente Isaac Mendez, podia prever o futuro desenhando telas que mostravam visões proféticas.

Contudo, o poder magnífico herdado por Mendez exigia o uso de drogas como princípio catalisador. Por isso, ele usava e abusava de heroína para ficar chapadão.

7. Pó mágico em Peter Pan

Quem pensa que Sininho era simplesmente uma fadinha bonitinha e simpática deveria ficar atento. Com o pó mágico, ela podia fazer qualquer pessoa voar. Peter Pan ficou tão exposto ao “pozinho brilhante” que sua habilidade desenvolveu-se permanentemente.

8. Soro do supersoldado em Capitão América

Assim como vários super-heróis dos quadrinhos, as drogas são as principais responsáveis por fornecer os poderes necessários para salvar o mundo. Embora o Capitão América tenha várias versões devido à longevidade, o filme recente mostra Steve Rogers , alter ego do personagem, recebendo um soro especial que o transforma em “supersoldado”.

Seu limite físico então é expandindo graças à substância, garantindo mais força, velocidade, agilidade, reflexo, resistência, imunidade e capacidade de aprendizado.

9. Sangue de vampiro em True Blood

O seriado vampiresco da HBO exibe os famintos seres noturnos vivendo em harmonia com os humanos. Isso só é possível com a existência da bebida Tru Blood, que carrega em sua composição sangue sintético.

(Fonte da imagem: Reprodução/HBO)

Além dela, outra substância poderosa é comercializada. Trata-se de V,  sangue de vampiro, que é raro e causa vários efeitos se for ingerido por humanos. Além de afrodisíaco, ele é capaz de aumentar os sentidos e a força com apenas uma pequena gota.

Entretanto, os efeitos podem ser variados dependendo de cada pessoa. O uso de altas dosagens pode levar à morte.

10. Venom em Batman: Knightfall

Calma, não estamos falando de Venom do Homem-Aranha. Bane, um dos vilões mais expressivos e insanos de Batman, toma uma droga chamada Venom que o transforma em um tanque de músculos esbanjando energia.

Esta é a única “arma” que ele possui para enfrentar o homem-morcego de igual para igual. Mas, acredite se quiser, nesta história o morcegão também ficou viciadão em Venom por um tempo.

11. Cortexiphan em Fringe

Para finalizar, o seriado de ficção científica que bagunça seus conceitos de física quântica: Fringe. O doutor Walter Bishop, que por natureza já é um tarado por substâncias ilícitas, cria uma droga experimental chamada Cortexiphan.

Aplicada em várias crianças, esta substância pode desenvolver uma série de superpoderes como pirocinese, telepatia e até a habilidade de viajar por diferentes dimensões no universo!

Bônus Round

Mais uma coisinha: não podíamos deixar de citar o marinheiro mais famoso do mundo, o Popeye! Embora inexista qualquer de espécie de droga no desenho animado, é à base de espinafre que fortão consegue salvar a Olívia Palito do terrível Brutus.

Apenas como curiosidade: de acordo com o jornal O Globo, US$ 2,17 bilhões anuais em vendas de espinafre são gerados por conta do desenho animado. É ou não é uma bendita “substância milagrosa”?

Assim como estes modelos, vários outros filmes, desenhos, cartuns, seriados e livros nos mostram o poder das drogas fictícias. A poção de Asterix e do Papai Smurf são apenas alguns exemplos que não passam de uma ponta do iceberg. Por isso, o Tecmundo pede sua ajuda para lembrar de mais substâncias. Poste-as nos comentários.

Fonte: Tecmundo

Facebook de personagens de videogame

Olha que bacana ficaram esses perfis de personagens de videogame no Facebook. Claro que não são reais, mas bem que seria bacana se eles realmente existissem e a gente pudesse interagir com eles. Imagina ser amigo de Nathan Drake? Daora a vida. Imaginei os perfis do Pica-Pau, Chapolin…

Fonte: BQEG

E se a Fire Flower do Mario existisse?

Eu tava olhando o blog BQEG eu vi este post que achei muito legal:

Freddie Wong é um japa que faz vídeos pro youtube. O cara até que conseguiu um pouco de sucesso, afinal são quase 3 milhões de inscritos no canal e mais de 500 milhões de exibições em seus vídeos. Os efeitos são muito legais.

Nessa nova aventura, ele mostra a sua jornada em busca da fire flower do Mario:

Street Fighter Mario

Os games de luta voltaram com tudo nessa geração. Street Fighter IV, Mortal Kombat, Tekken e mais uma série de grandes crossovers que tornaram os consoles muito mais competitivos. Diante do crescimento da popularidade do gênero, era de se esperar que os artistas da internet logo se ocupariam de brincar com isso.

Não demorou muito para que um artista alemão misturasse o universo de Street Fighter com os clássicos personagens de Mario. A combinação é muito bizarra, mas também engraçada e curiosa. Afinal, se o encanador já sabe soltar bolas de fogo pela mão, qual a dificuldade em soltar um Hadoken?

Lição de vida com Mario

Mario? Que Mario?

É galera, os games imitam a arte e arte imita a vida. Ou quase isso. O sábio e barrigudo encanador Super Mario ensina sutilmente as leis naturais das coisas. Primeiro você consegue dinheiro, depois você obtém poder e por fim você consegue mulher!!! Calma meninas, isso tudo é uma brincadeira! É claro que ela não deixa de ter um fundinho de verdade. E vocês meninos? Concordam com a teoria?

Para quem curtiu essa história de “Money, Power, Woman” já tem até uma camiseta ultra geek com o ensinamento. Veja a imagem ampliada a seguir.

Bacana não é mesmo? A má noticia é que a camiseta Money Power Woman é vendida fora do Brasil. Seu preço é US$ 20, neste link.

All that Mario jazz

Sei que fazer versões de músicas de games esta mais que batido, muita gente faz, mas eu resolvi gravar minha interpretação de uma ao piano.

Quem não gosta do Mario? Que Mario? hehehe

Pois é, este encanador também conhecido como Super Mario, é um personagem fictício em sua própria série de videogames, criado pelo designer de jogos japonês o genial Shigeru Miyamoto. Mario é o mascote oficial da Nintendo, e o protagonista principal da sua própria série de jogos, tendo a sua aparição em mais de 80 jogos desde a sua criação. Embora, inicialmente, apenas aparecendo em jogos de plataforma, começando em Donkey Kong, Mario aparece atualmente em gêneros variados de videogames, tais como corrida, quebra-cabeça, RPG, luta e esporte.

Mario é retratado como um encanador baixo, que vive no Reino dos Cogumelos (Mushroom Kingdom). Ele tem a missão de resgatar a Princesa Peach capturada pelo seu inimigo Bowser em seus diversos planos e salvar o Reino dos Cogumelos. Mario também tem outros inimigos e rivais, como Donkey Kong (em poucos jogos) e Wario. Desde 1995, Mario é dublado por Charles Martinet.

Como mascote da Nintendo, Mario é um dos personagens mais famosos da história dos videogames e a sua imagem está sempre associada com seus jogos. Até os dias de hoje, os jogos estrelados pelo personagem já venderam mais de 210 milhões de unidades no mundo inteiro[1]. Devido à sua fama, ele também inspirou programas de televisão, cinema, quadrinhos e uma linha de produtos licenciados.

Uma vez Mario e Luigi foram consertar um cano de uma mulher ate que foram sugados para o Mushroom Kingdom (Reino do Cogumelo) e conheceram a princesa Peach e ajudando ela e ser protegida do Bowser.

 

Seria o Mario um criminoso?

%d blogueiros gostam disto: