Luz no papel

O papel é freqüentemente utilizado para escrever, desenhar, embalar, essas são algumas das principais finalidades, para a maioria das pessoas.

“Mas para outras pessoas um pouco mais criativas”, eu diria, como o caso da nova iorquina Kirsten Hassenfeld o ‘‘papel” pode ser muito mais que isso, pode ter  uma função diferenciada.

Hassenfeld  dedicou muito do seu tempo cortando, dobrando e modelando  os diferentes tipos de papel, até alcançar resultado desejado.

Pendurados no teto, eles viram luminárias que, na medida em que a luz incide,  transformam a percepção do espectador

Seus trabalhos podem ser vistos na galeria Bellwether, situada em Nova Iorque:

Para maiores informações:

http://www.kirstenhassenfeld.com/

Sobre Daiane Freitas
Prelúdio ao escape tedioso do seu dia-a-dia.Com um tom libidinoso de inteligência "loira" ,e um humor ácido, deselegante e inquieto.

4 Responses to Luz no papel

  1. Gabryelle disse:

    que liiiiiiindo!

  2. Lucas Lima disse:

    Parabéns “filhota”. Trouxemos mais uma colunista ao mundo!!!

Fazer um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: